terça-feira, 12 de dezembro de 2017

minhas listas

COISAS LEGAIS                                             COISAS CHATAS
1. Futebol                                                           Volêi
2. Iggy Pop                                                         Ed Sheeran
3. Sport Club Internacional                                grêmio
4. Johnny Quest                                                  Ben 10
5. The Clash                                                        Aerosmith
6. Capitão América                                             Superman
7. Carne mal-passada                                          carne bem-passada
8. Copa do Mundo                                              Olimpíada
9. Punk                                                                hippie
10. Refrigerante                                                  suco detox
11. Filme de terror                                              comédia romântica
13. Twitter                                                           Facebook

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

se rir vai junto comigo

Já tenho meu lugar cativo.

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

pensando...

Alguns pensamentos vagos que tenho enquanto escuto música distraidamente.

Tem criança que é um pé no saco, mas não dá pra falar que são uns merdinhas porque os pais se ofendem, só que são os próprios pais que transformaram estes petizes em uns bostinhas.

...

O pessoal é louco... burro... de tudo um pouco, mas sabe... acreditar nesse lance de que a terra é plana é muito pra minha cabeça. Dói na alma saber que tem gente que acredita nisso.

...

Eu escrevo mal, reconheço, mas pelo menos sei ler e entender um texto. O brabo é gente que lê e não consegue entender uma linha do que leu.

...

Não dou bola se alguém vota no Lula ou no Bolsonaro, só não queiram me convencer de votar neles.

...

Cachorro-quente de estufa é mais gosto que cachorro-quente prensado.

...

Esses chinelões de borracha deixam o pé da mulher parecendo uma massa achatada

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

um pensamento muito mau da minha parte (apenas para lembrar que o modo que uma pessoa se veste, não significa que ela pode ser catalogada

Uma pequena história econômica.

Estava eu andando pelas ruas de Santa Maria, quando avisto uma ex-professora de história que tive quando estudei em um colégio estadual - Colégio Maria Rocha - no ano de 1987.

Tudo começo no ano anterior, dezembro de 1986, quando fui convidado a não fazer minha rematricula no colégio em que estudava, o Marista Santa Maria, e consequentemente tive que ir para outra escola.

E foi no Maria Rocha que encontrei a pior professora de história que eu já tive. Não citarei o nome da mesma pois não quero ela atrás de mim novamente.

Esta dita professora marcou a minha vida por uma frase que ela disse ao me ver usando calças rasgadas, as botinas e camisetas de banda punk. A infeliz, entrando na sala de aula, me olhou e comentou: "tu nunca vai ser nada na vida com essas roupas".

Por que lembrei disso?
eu me vestia mais ou menos assim no final dos anos 80
Porque ao ver ela na rua, com uma bandeirinha do sindicato, indo para uma manifestação (o que, diga-se de passagem, concordo e acredito ser muito válido exigir seus direitos trabalhistas), me deu uma enorme vontade de chegar no ouvido dela e perguntar: "como é que vai esse teu salário de professor estadual, conseguiu ser algo na vida com as tuas roupas"?

Eu sei, eu sei... que feio falar isto, mas é só pra deixar aqui minha cara de "viu véia de bosta, quem é que se deu melhor"?

(não que eu tenha me dado bem, mas comparado ao salário de um professor estadual... coitado dos caras... tá feio pra eles)

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

o fanatismo petista é muito chato (tem gente que não é assim, mas tem muitos que só acreditam na palavra do deus lula)

E aí os tricolores tão comemorando a vitória do time deles (e não dou parabéns por isto, quero mais é que o time aquele tome no cu sempre) e uma amiga minha (que não gosta e não entende nada de futebol) vem com o papo "como pode festejar futebol se o Temer ainda tá no poder" e coisas do gênero.

Pra ela eu só falei um "deixa o pessoal ser feliz poxa", mas pro pessoal fanático pelo PT fica um...

PUTA QUE O PARIU, COMO VOCÊS SÃO CHATOS COM ESSE FANATISMO PARTIDÁRIO!

Obs: e quando minha amiga ler isto, já sei que ela vai me bloquear, me chamar de fascista e vou perder mais um(a) amigo(a).

Obs 02: mas se isto acontecer por causa de fanatismo partidário é sinal de que ela não era uma amiga importante mesmo.

terça-feira, 28 de novembro de 2017

nem vale a pena mais falar sobre filmes da DC

Todo mundo já falou sobre este filme, mas tenho que fazer meu singelo comentário...
a DC perdeu a mão no cinema e fez mais um filme sem graça.

FIM.

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

fim do mundo

A contagem para a destruição diminuiu seu tempo. Em cinquenta anos seremos pó aos pés dos governantes corruptos. 
Aquecimento global, peste, guerras, fome.
Os quatro cavaleiros do apocalipse foram eleitos presidentes.
Leviatã em reunião de cúpula.
Não sobrará ninguém para contar a história da humanidade.

terça-feira, 14 de novembro de 2017

assassino

Tenho certeza que tem gente que não vai entender a referência.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

feliz aniversário laviolete

Amor,
hoje é o teu dia, teu aniversário.

Mas sabe... acho que um dia é muito pouco pra ti. És uma vitoriosa no cotidiano e na sua vida. Mesmo com todos os contras que já passaste, sempre tiveste um sorriso e uma convicção de que conquistarias a tua felicidade.

Muitos choram e reclamam da dor da derrota, mas tu... e isso eu admiro muito em ti... tu chora e aprende que lutar por si só já te faz uma pessoa melhor. Enquanto muitos ficam amargos, reclamam das injustiças e culpam os outros pelos seus fracassos, tu não, tu sempre esta disposta a estender a mão pra quem precisa, mesmo quando não estás bem.

Tu és muito especial e por isso eu desejo que não apenas este dia seja de felicitações, mas sim que todos os dias da tua vida sejam repletos de alegria, conquistas e realizações.

Laviolete, que tenhas sempre saúde plena, que teu corpo e teu espírito estejam em paz e que sua mente esteja tranquila.

Com muito amor.
Mário, Nixon Vermelho, Finard

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

o cinema russo mais divertido de todos os tempos

Uma crítica escrita ao som de Godsmack.

Pois bem, no domingo passado resolvi ver dois filmes de ficção/ ação russos. E o que posso dizer sobre os mesmos... bem... não muita coisa e muito menos boas.

Começando pelo filme Atração do diretor Fedor Bondarchuk.
podia ser um bom filme... mas o visual legal
não sustenta o roteiro ridículo
Gente, a coisa começa bem e vai assim até os dez primeiros minutos de filme e... fica por aí. Depois do começo o filme vira uma sequencia de chavões em um roteiro mais do que previsível com um final patético e de mau gosto coroado com uma lição de moral digna de filme infantil.

Digamos que Atração é a versão do Crepúsculo com aliens.

Minha sugestão: vejam pra rir muito, mas muito mesmo, pois tudo é ridículo no filme. Seguindo o nome do diretor, o filme fede! (eu não podia perder a chance de um trocadilho de humor barato como este).

Já o filme Os Guardiões do Sarik Andeasyan é a tentativa russa de fazer os seu Vingadores. Só que assim... tudo é ruim! Os caras copiaram tudo dos filmes da Marvel e fizeram... pior!

Sério, nem vou falar muito, só vou mostrar algumas imagens para vocês pensarem sobre o filme.

Esta é a Major russa do filme. Sente o estilo... o cabelo, os dois brincos... e isto é ela em serviço! Já pensou como é quando não está no quartel?

E olha a make da Major! Ela tá em combate e parecia que ia fazer um filme de soft porn.

Bem, os caras copiaram até a Shield e nem disfarçaram. Podiam pelo menos ter mudado a cor dos uniformes de azul para vermelho... sei lá, faz qualquer coisa mas disfarça um pouco a cópia.

Estes são os heróis. E não, não é o Quarteto Fantástico! Apesar de que a loira do grupo tem o poder da... adivinhem... INVISIBILIDADE!


E aqui eles prontos pra lutar. Sente o estilo do ursinho com a metralhadora, cada vez que ele se transformava totalmente em urso as roupas rasgavam, mas quando ele voltava ao normal ele tava com roupas de novo.
Ah... e os efeitos especiais são um capítulo especial, dá pra fazer uma tese sobre a precariedade da coisa.
o quarteto fantástico encontra os ursinhos carinhosos

E o roteiro?  

Tá de brincadeira comigo? 

Que roteiro?

A coisa é tão tosca que nem dá pra chamar de roteiro.

Minha dica: fujam para as montanhas! 

Corram!

Botem fogo neste filme!

terça-feira, 7 de novembro de 2017

as cores para você usar no final de ano e o que elas significam

Aproveitando que faltam menos de 60 dias para o final do ano, Nixon Vermelho vem ajudar você a escolher a cor de roupa certa para o que você deseja para o ano de 2018.
Obs: eu peguei esta imagem da internet mas não sei de quem é, se alguém souber me avisa para eu por os créditos.

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

lutar

No amanhecer eu reparo que nada mudou. O mundo continua triste e todas as mentiras formaram a história da minha vida, cantada em uma oração de perdão por pássaros feridos.

Você é o tecido que une o ouro e a prata ao frio do meu coração. Você perdeu ao acreditar nas mentiras que seu líder contou, agora não adianta chorar sobre a farda de uma armada antiga.

Todo tempo não é suficiente para reparar o verde do campo queimado pelas bombas de napalm que joguei.

Você é o tecido que me fez entender que o mais importante para mim era o frio do aço. Este é o seu mérito, e por isso será poupada de morrer no inferno que transformarei esta cidade. Deixarei você ir para que conte minha história para sua família e para seus filhos. Conte sobre a criatura que me tornei e sobre o quanto eu devorei a carne dos oponentes sem sentir remorso.

Não existe mérito em viver se não lutarmos. Fagulhas e tiros iluminam a noite da batalha e nada termina antes de um novo começo... uma nova era. Quebrei portas, derrubei muros e matei os inimigos.

Hoje celebro a minha vitória esquecendo você.

domingo, 5 de novembro de 2017

valorização profissioanal

É mais ou menos assim que eu me sinto quando um cliente fica pechinchando para eu baixar o valor de algum orçamento meu.

sábado, 4 de novembro de 2017

minha crítica definitiva sobre bagulhos estranhos

saca a cabeça desse cara
pra mim, esse bicho é um alien esponjoso
E a segunda temporada de STRANGER THINGS termina pra mim da mesma forma que a primeira: é legal nos três primeiros episódios, enche linguiça do quarto ao penúltimo e tem um final sem surpresas e bonitinho, digno de sessão da tarde.

Só que o que foi interessante na primeira temporada já não é mais novidade e apenas se repete no previsível, copiando filmes como ET e Gonnies e suas turmas de crianças aventureiras e sabichonas.

Por sinal, outra coisa que era bacana na primeira temporada, que era a turma das quatro crianças amigas, na segunda temporada se tornou algo irritante e que chega a dar vontade de torcer para que elas sejam devoradas. Principalmente o Mike, com aquela pinta de líder de turma do Scooby-Doo, que fica tento chilique por não ver a Eleven.

Outra coisa que se perde é na questão de personagens desnecessários, como o irmão da menina Max, que entrou com pose de brigão e no final some da história de forma ridícula e a indiana com poderes mentais, que não acrescentou em nada na trama e poderia muito bem ter sido cortada no primeiro tratamento do roteiro.

O que fica de bom é a atriz Sadie Sink no papel da ruivinha Max, o clima saudosista para quem era adolescente nos anos 80, uma trilha sonora bem escolhida e uma fotografia com ruído de filme que realmente foi feito em 1984.

No mais... uma terceira temporada vem, mas já com cara de mais do mesmo e que vai agradar os fãs, dentre os quais não me incluo.

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

thor: ragnarok - a crítica definitiva

Por que você deve ver "Thor: Ragnarok"?

Simples, porque é um filme que é anos 60 e anos 80. É o verão do amor no cruzamento com New York - Miami - Tokio. O diretor Taika Waititi uniu o que tem de melhor nessas duas décadas para criar um visual de história em quadrinhos que é uma viagem colorida.

No filme você fica impactado com o cruzamento de Led Zeppelin com Jack Kirby, Duran Duran da fase "Rio" com os quadrinhos dos Eternos, Neon oitentista com psicodelia sessentista.

E não é só isso, o elenco está perfeito. Cris Hemsworth encarna de forma ideal o lutador egocêntrico e bufão, por vezes burro, que age mais pela emoção sem pensar na consequência dos seus atos. Thor é um guerreiro mimado que se acha capaz de tudo e consequentemente acaba sendo presunçoso.

Jeff Goldblum como o Grão-mestre é um dos grandes acertos, sua interpretação de um rei/imperador hedonista e afetado remete aos imperadores romanos de filmes dos anos 50.

Sem falar de Cate Blanchett como Hela e Ton Hiddleston como Loki que garantem a qualidade das suas personagens mesmo quando a cena teria tudo para cair numa comédia de sessão da tarde.

O problema é que o humor que fica tão legal, também é o problema principal do filme. A necessidade de fazer rir todo tempo faz com que "Thor: Ragnarok" caia numa fórmula fácil de "cena de ação - alívio cômico" a cada cinco minutos. Isso não é necessário, o que em "Guardiões da Galáxia 2" funcionou na medida, agora extrapola e se esforça em fazer rir, mesmo em momentos que a ação e porradaria deveriam ficar livre de qualquer diálogo.

Só que este é um ponto dentre tantos que foram certos. Sendo assim, "Thor: Ragnarok" é sem dúvida o melhor filme do Deus do Trovão até agora feito pela casa das ideias.

Agora é esperar a volta de Thor, Hulk e Loki ano que vem na primeira parte de  "Vingadores: Guerra Infinita". E preferencialmente com menos humor.  


domingo, 29 de outubro de 2017

oito anos

Oito anos vivendo junto!

Já pensou?

Pois é... eu já. Confesso que nunca tinha imaginado que eu viveria ao lado de alguém por tanto tempo, mas daí algo acontece, tu conhece uma pessoa que nem mora perto de você (na verdade, mora em São Paulo), e as coisas acontecem.

Mas não acontecem como num filme, onde tudo é lindo, o sexo é maravilhoso, as conversas são interessantes e todos os dias são repletos de novidades e coisas boas para se fazer e viver. Não, tudo vai acontecendo ao natural, um dia após o outro, as vezes bom, as vezes ruim.

E nos momentos ruins é que se vê quem está disposta a arriscar tudo.
uma foto da época da nossa vitória
Já passamos por dificuldades enormes. Problemas de saúde que poderiam ter quebrado tudo e que muitas muitas pessoas achavam que não teria mais volta. Mas essas pessoas não sabiam nada, elas não tinham a fé que sempre tivemos.

Somos fortes, somos unidos. Foi o seu silêncio e a lembrança do seu sorriso que me fizeram não desistir de nada e me deram a força necessária pra enfrentar tudo com a garra de quebrar muros e paredes, força que me vez socar quem viesse na direção contrária e que me ensinou que não devo aceitar ordens de ninguém.

Quando estou cansado penso em ti e vou pra cima de quem quer que seja, não me importando com nada, apenas com o desejo de garantir o teu bem.

Oito anos Laviolete... e sei lá que bodas representa. Na verdade nem dou bola, não faz diferença pra mim se é pouco ou muito, o que importa é o que eu falei pra ti, que ficarei contigo pra sempre, isto sim é o que vale.

O tempo... bem... que sejam mais de cinquenta anos juntos.

Feliz aniversário... te amo!

a eleição de 2018 e os aventureiros, ou... lá vem o brasileiro votar em imbecil novamente.

Depois de anos, teremos em 2018 uma eleição presidencial que não será pautada por questões econômicas, e assim como isto é positivo por uma questão de desenvolvimento, é tremendamente preocupante ao analisarmos quais pontos serão os mais importantes para o eleitor.

Vejamos: quando da primeira eleição do Presidente Fernando Henrique, o Brasil passava por uma crise econômica e com uma inflação tão absurda quanto nos anos 70 e 80. Com a implementação do plano Real, um Ministro da Fazenda sem carisma e sem expressão nacional, FHC, acabou sendo catapultado como salvador da economia nacional e consequentemente se elegeu e reelegeu graças ao plano econômico liderado por ele durante o governo Itamar Franco.

Os governos Lula e Dilma vieram ainda na esteira desta estabilidade econômica e consequentemente a maior discussão nos debates e nas apresentações de propostas eram o desenvolvimento econômico e social.

Mas agora, após o turbilhão de casos de corrupção, do impeachment da Dilma e do envolvimento do Presidente Temer e todo seu governo em uma rede criminosa, o ponto mais falado é sobre a moralidade e honestidade dos políticos.

Aí é que pode começar todo o problema, pois quando a bandeira da campanha política deixa de ser a capacidade política e gestora do candidato e passa para o nível subjetivo de o que é moral... bem... este é o campo perfeito para políticos aventureiros que levantam lemas baratos e descartáveis como "segurança para as pessoas de bem" ou "querem destruir a família de bem".

E sabe quem fez isto da última vez?

O Collor.

E lembra o resultado né?

O "caçador de marajás", o grande líder da honestidade brasileira, era na verdade o líder de uma quadrilha que roubou o Brasil de todas as formas possíveis, em benefício próprio e de seus aliados.

Pois é, e quem novamente levanta estas bandeiras?

O Bolsonaro, que de político sem expressão e sem conteúdo, se apresenta agora como o ícone da salvação nacional.

Ou seja... vai dar merda... de novo!

terça-feira, 24 de outubro de 2017

não sou humorista, tô só pela zuera mesmo.

Essa eu tenho que compartilhar pois o cara foi muito bom.

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

amizades

Tem uma pessoa que eu não vou com a cara desde os anos 90, mas sei lá por quais motivos bizarros da vida, essa dita pessoa se dá bem comigo.

Do tipo, onde me encontra, vem toda contente falar, me abraçar. 

Sério gente, se eu não gostava dela em 1996, não vai ser em 2017 que vou gostar. Que eu me lembre, o tempo não faz as pessoas serem menos idiotas.

domingo, 22 de outubro de 2017

minha sensibilidade

Eu deveria ser mais sensível e delicado com as pessoas. 

Mas quer saber, eu deveria ser rico e viver em outro país, então que se foda.

sábado, 21 de outubro de 2017

um pouco de humor ou... amizade verdadeira

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

uma do passado

Um dia, ou melhor, uma noite, final dos anos 90, fui com a minha namorada - já comecei citando a minha namorada pra ser meu salvo conduto na história - em um bar gay que ficava na rua Dr. Bozano aqui em Santa Maria.

Na época o bar devia ser só GLS - atual GLBT, ou GLBTQ, ou GLBTTQ, ou GLBTTQA... sei lá, eu nem sei o que significa cada uma das letras - mas tanto faz.

Mas continuando, fomos ao dito bar, ela pra dançar e eu como desculpa pra ver as mina se pegando.

E aí é que começa toda a decepção... a música era ruim e só tinha homem no bar. Sério, só tinha pau e bola e o único casal feminino que tava lá era feio ao extremo, ou seja, pareciam dois zagueiros do Guarani de Bagé com tetas (eu acho que eram tetas).

Resumindo, foi muito frustrante e só fui ir numa festa gay legal no começo dos anos 2000, quando eu já morava em Caxias do Sul. Mas contarei sobre isto mais adiante.

Este texto foi só pra dizer que cada um dá, come e faz o que quiser com o seu corpo e isto não deve ser importante pra ti e nem pra ninguém. A sexualidade da pessoas não faz ela ser pior ou melhor do que ninguém.

Então, cuida da tua vida.

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

só pode ser recalque

E tem aquele tipo de pessoa que reclama de tudo (pior do que eu até): da cidade onde vive, do supermercado, dos restaurantes, das ruas, dos cinemas, shopping, das pessoas do local, mas ao mesmo tempo não faz merda nenhuma para melhorar o local onde vive.

Tu deves conhecer uma pessoa assim,o cara normalmente não trabalha, mas critica o trabalho de todo mundo como se fosse o especialista em alguma coisa.

O mais comum neste tipo de pessoa é terceirizar os problemas, ou seja, tudo que acontece é por culpa de alguém que não seja ele.

Cara... como tem gente assim atualmente.

Sei lá, sinto uma certa pena de pessoas assim, pois devem ter uma vida muito frustrante.

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

moralistas e o começo do fim

As redes sociais deram espaço para os preconceituosos e intolerantes se unirem novamente. Hoje vemos que pequenos grupos se unem pra doutrinar e obrigar quem não concorda com eles a aceitar o que é considerado "de bem".

Comparo estes grupos doutrinadores com o Nazismo na Alemanha. Em plena Segunda Grande Guerra, menos da metade da população alemã concordava com as ações do governo nazista, mas mesmo em menor número os apoiadores de Hitler e da propaganda nazista eram poderosos e controlaram toda Alemanha por meio da força e da ideologia.

Não te lembra estes grupos que andam se abraçando no Brasil? MBL, evangélicos, fascistas adoradores de ditadura, moralistas e afins. Normalmente grupos sem a mínima cultura e que usam  o chavão "pessoas de bem" pra se definir.

Pois é... o Brasil tá indo pra uma nova era obscura, onde liberdade de expressão é considerada "coisa de pedófilo" e censura é vista como método de educação.

Obs: só deixando bem claro, já que falei em pedofilia e é o termo da moda de comparação de qualquer coisa para um moralista: eu achei uma bosta o que eu eu vi sobre a dita exposição queer ou o cara pelado deitado e não iria ver nenhuma das duas.

Obs02: se teu argumento é sobre dinheiro público sendo usado pra isso... duas coisas pra tu saberes, a primeira é que teu dinheiro é usado pra coisa muito pior, como por exemplo, sustentar uma máquina pública burocrática, arcaica e defasada administrativamente; segundo ponto é que o trabalho contemplado com recurso de alguma lei de incentivo ou prêmio cultural é a avaliado por profissionais do meio artístico e cultura em questão e estes profissionais foram colocados nesta função por um secretário/ministro de um governo que tu mesmo escolheu. 

Ah... e já estamos falando em cultura e educação, reparem que grande parte dessas pessoas que falam sobre educação, pornografia, censura, etc, normalmente não leem um livro desde a época do colégio, não vão ao cinema, conhecem qualquer assunto apenas pelo que leram na internet e são funcionários públicos de classe média, ou jovens sustentados pelos pais, ou aposentados.

Sendo assim, encerro com o pensamento que sempre digo:
"todo moralista é um depravado 
e todo patriota é um corrupto".

sábado, 30 de setembro de 2017

o açougue da família

O tormento começava sempre no final da tarde. Ela tinha 10 anos de idade e chegava da escola sempre no mesmo horário. Passava pela porta e andava silenciosamente no corredor vazio. Vez por outra olhava as fotos penduradas na parede e pensava se as outras crianças tinham famílias como aquela. Ao chegar na porta da cozinha seu pai e sua mãe já estavam trabalhando. O pai se chamava Açougueiro, a mãe se chamava Artista. Eles esculpiam a vida na carne morta. A pequena criança cresceu assim, vendo seus pais matarem as pessoas e dissecando os corpos ali na frente dela. Ela cresceu na violência, se alimentando da carne humana crua, bebendo o sangue quente recém retirado da jugular pulsante. E a menina jamais reclamou, pois ela sabia que seus pais a amavam mais do que tudo.

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

vamos deixar uma coisa clara... eu não tenho nada contra militares

Vamos do principio...

eu tenho amigos que são militares, filhos de amigos que estão começando a carreira militar, amigas casadas com militares e assim por diante. Me dou bem com todos e sempre respeitei os mesmos.

Então, não é por eu não concordar com um governo militar, com uma intervenção militar, ou o nome que quiserem dar agora, que eu estou sendo contra as Forças Armadas.

Por favor gente, são coisas diferentes.

Uma coisa é o individuo que segue a carreira militar, outra coisa é o órgão Exército (ou Força Aérea, Marinha... pensando bem, nem Escoteiros eu apoiaria pra administrar o meu prédio que seja) tomar controle administrativo, político, social e econômico e um país.

Sendo assim, não é por eu criticar os poderes militares que eu sou contra os mesmos, apenas creio que cada coisa tem sua função e assim deve permanecer.

Como eu sempre digo, mecânico sabe montar todo o carro, mas não significa que sabe pilotar bem.

Esta é a minha visão e não vou mudá-la. Você não precisa concordar com ela, assim como não vou fazer esforço pra você mudar a sua. Cada um acredita no que acha certo.

Além do mais, se forem achar que eu não gosto de algo por criticas que faço, bem... então vocês vão achar que eu estou contra o mundo e contra todos. E não é verdade, minhas criticas e meus comentários são pra expressar meu pensamento... ou apenas para irritar que lê.

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

sexo, sangue e solidão

Nem sei o que vou escrever, apenas abro a tela em branco e me perco...
Toda luz refletida é apenas uma alma perdida. Algo pequeno que adormece em meu interior. Meu amor, a chuva lá fora nos isolou do mundo. Meu coração está vazio mas meu sexo sente fome de você. O ouro se tornou aço. Não quero a riqueza, eu quero a luta e a disputa. Quero a dor dos músculos cansados e o prazer da vitória dentro de você.

Toda vida se perdeu nos caminhos do muro perdido. Abrindo a cabeça para o grito primal. Uma bolsa de desejos jogada sobre a cama. Seus cabelos em meu rosto e seus seios em minha pele. Uma grande história em uma quinta-feira de céu cinza. Sonhos em sua cabeça e lágrimas que eu causei. Você queria frear e eu exige a velocidade máxima, você queria a calma e eu queria a tormenta. Você queria a paz e eu queria começar a guerra.

Todo movimento era forte e eu apertava seus braços com força para que voltasse pra caça com as marcas da luta. Mergulhava dentro de ti até sangrar sua carne íntima, arrancando a alma do seu centro. 

Toda oração para os pássaros famintos terminou da mesma forma que começou, com o gosto do seu sangue em minha boca.

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

eu já fui o tiozinho da sukita e foi muito ridículo

Uma vez, eu tinha uns 33 anos, namorei com uma guria de 20 anos.

Não é nada de mais né?

Pois te digo que é.

Afinal meu caro leitor, a vida não se resume ao sexo, pelo menos não não mais naquela vontade dos 20 anos. Então, entre um sexo e outro eu tinha que conversar com a menina e daí começava o problema.

Alguém vai dizer: "ah, mas que babaca arrogante. Se acha o inteligentão".

E no caso, eu digo: não é isso meu pessoal querido, acontece que a diferença de vivência atrapalha um pouco quando tem que conversar algo.

Exemplifico:
  • a menina morava com os pais;
  • eu morava sozinho;
  • ela ganhava mesada;
  • eu trabalha;
  • ela era aluna e cursava comunicação;
  • eu era professor e estava dando um curso na faculdade dela;
  • ela estava no segundo ou terceiro namoro;
  • eu já era divorciado.
Ou seja... tem uma certa diferença de vida que pega em alguns detalhes.

E isto não é uma crítica ao fato dela ser novinha e viver com os pais, afinal ela tava aproveitando os anos maravilhosos da faculdade e fazendo as festas que se deve fazer nesta idade. Eu pelo menos fiz muita festa. 

Na verdade, o burro era eu, pois eu não tinha mais nada a ver com festa de faculdade de comunicação. E mais, eu comecei a me sentir mal pois me via atrapalhando a vida da guria. Poxa, ela tinha 20 anos, não podia ficar perdendo tempo com um cara muito mais velho que ela, e que não tinha mais paciência de ficar zanzando pela rua depois de beber todas num boteco vagabundo que nem cadeira tinha. E nada mais ridículo que um tiozinho chato do lado de uma Lolita alegre e cheia de vida.

Resultado: um namoro de novembro até abril do ano seguinte, um término de relacionamento sutil como um tiro de escopeta no peito dela e o ódio eterno que ela ficou da minha pessoa. 

terça-feira, 26 de setembro de 2017

uma história real e bizarra da minha vida

(leia esta história ao som do Mötley Crüe)

Uma das coisas bizarras que aconteceram na minha vida foi a noite que eu sai com uma menina que me fez um pedido deveras diferente.

Era o ano de 1991, eu tinha 20 anos e tava numa boate, danceteria, uérever, aqui de Santa Maria. Tô eu bem de boa com alguns amigos, quando reparo que uma moça bonita estava me olhando. Devo confessar que isto já me causou um nervoso na espinha, pois sempre fui - e ainda sou - tímido e digamos que não me considero com atributos pra atrair a atenção de uma mulher, ou seja, quando uma guria bonita me olhava eu já perdia o raciocínio básico no intelecto em funções como respirar e caminhar.

Mas mesmo atrapalhado fui lá falar com ela, acredito que consegui devido aos benefícios que o álcool causam no indivíduo. Pois falei com ela, rimos, demos uns beijinhos e pra minha surpresa maior ainda, ela me convidou pra ir pra casa dela, pois como toda estudante de pré-vestibular (gente, isto foi no século passado, nem existe mais vestibular direito) ela dividia o apartamento com uma amiga da cidade dela.

Fomos pro apartamento dela. Não vou entrar em detalhes íntimos, pois sou reservado, mas foi bom. lembro que eu me esforcei muito pra dar uma boa imagem, afinal não era todo dia que uma mulher bonita dava pra mim na primeira conversada ("vai que aquilo só se repete dez anos depois" era o que eu pensava naquele tempo).

E no silêncio do depois, naquele momento mágico que a gente tá se preparando pra segunda ou terceira - lembrem que eu tinha VINTE ANOS APENAS! - vem a virada no roteiro. Deitada ao meu lado, toda nua e lânguida, ela se vira pra mim e fala com aquela voz de menininha delicada do interior que está morando longe dos pais... "quer mijar em cima de mim"?

Pra finalizar... não mijei.

Acho que ela se ofendeu pois eu nunca mais fiquei com ela.

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

todos são corruptos... você apenas não ficou sabendo

Ando meio cansado dos comentários das pessoas que ficam defendendo este ou aquele lado, direita ou esquerda, civis ou militares, e que acreditam que apenas seu "adversário" é um corrupto.

E ando cansado por saber, e acreditar, que o roubo e a corrupção andam de mãos dadas com os governos brasileiros não importam quais eles sejam.

Vejamos o governo do Getúlio Vargas.

Apesar de seu cunho nacionalista e preocupação trabalhista, Vargas, para se manter no poder, comprava jornalistas para falarem bem do seu governo, o que acabou culminando no caso do jornal Última Hora.

Em seus quinze anos no poder, Getúlio Vargas manteve um governo marcado pelo terrorismo de estado, pela impunidade e pela corrupção.

E claro, temos que destacar o traço anti-semita e sua ligação com o nazismo (que mudou apenas por pressão econômica dos EUA) do governo Vargas. Oswaldo Aranha, que depois defenderia a criação de um Estado Judeu, antes, em 1937, mandou ofício para as embaixadas brasileiras detalhando como reconhecer um judeu pelas suas características físicas.

Mas passemos para um período mais próximo. Por exemplo: entre 1968 e 1973 o CGI - Comissão Geral de Investigações - apropriou-se de forma indevida dos bens de várias pessoas públicas. Sendo que em 1973 mais de 400 casos deste tipo foram relatados.

Pra você ter uma ideia, é como se o Collor, que tu xinga tanto pelo que ele fez no começo do governo dele, quando confiscou a caderneta de poupança de todo mundo, fizesse isto todo ano, mais de uma vez.

E por que os militares aceitaram a corrupção?

Simples, porque não é culpa do órgão militar!

No momento que o Exército tomou posse, mesmo que de forma forçada, a engrenagem pública não é simplesmente formada pela burocracia militar, existem meandros e meios difusos, e com isto, não tem como deixar numa caixa separada do mundo o militar que assume um cargo público.

Sendo assim, ele também é alvo da propina, do "me ajuda a te ajudar", do "jeitinho brasileiro". Não importa se o indivíduo é civil ou militar, a corrupção é feita e tratada da mesma forma.

Se você acredita o contrário, é bom ler um pouco mais e entender os seguintes casos:
  • durante a década de 70 a 1ª Companhia do 2º Batalhão da Polícia do Exército no Rio de Janeiro, contrabandeou - junto com traficantes cariocas - perfumes, caixas de uísque e roupas de grife;
  • vários militares se uniram ao chefes do jogo do bicho, um deles, Capitão Aílton Guimarães Jorge, virou um dos mais poderosos bicheiros do Rio de Janeiro;
  • os governadores indicados pelo presidente Médici, como Haroldo Leon Peres no Paraná e Antônio Carlos Magalhães na Bahia, estavam envolvidos em vários casos de corrupção e favorecimento de empresas - próprias ou de amigos.
  • o envolvimento do General Newton Cruz na Capemi - uma empresa estatal dirigida apenas por militares - e que teria desviado dez milhões de dólares para divisão dos agentes militares envolvidos. 
E ainda podemos citar também todas as mordomias legalizadas:
  • todos os ministros viajavam em jatos da Força Aérea;
  • generais de exército possuíam dois carros, três empregados e casa decorada; 
  • generais de brigada contavam com vinte e sete mil dólares para comprar mobília;
  • Filmes proibidos pela censura, eróticos e pornográficos, eram permitidos na casa dos servidores.
Ou seja, a mordomia corria solta e a corrupção também, a diferença é que você era proibido de saber, pois qualquer meio de comunicação era censurado.

Sendo assim, antes de defender alguém, veja se não é melhor ficar de boa na sua e desconfiar de qualquer individuo que assuma um cargo no governo.

Sabe como é... o poder corrompe e o poder absoluto corrompe absolutamente. 
Então, não confie em bandeiras.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

e quando aquela funcionária, ou melhor, colaboradora, nova da empresa retira seu crachá...

Tem certas coisas, por mais que estejam de acordo com o decoro do trabalho, que eu acredito que não ficam bem nos corredores de uma empresa.
Já pensou o que deve ser a festa de final de ano desta empresa?

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

pequenos contos de terror

Aquele momento em que você não está olhando o seu reflexo no espelho do banheiro.

domingo, 10 de setembro de 2017

a leve alegria de trollar

Simplesmente um mito.
E mitou duas vezes!

sábado, 9 de setembro de 2017

cortem as cabeças

Geddel e Temer roubaram pra ajudar FHC na compra de parlamentares. Lula se aliou ao Partido LIBERAL. Dilma estava envolvida e sabia de tudo. O PMDB armou tudo para colocar mais um presidente no poder sem nunca ter ganho uma eleição encabeçada pelo partido.
Lula, Palloci, Dirceu, Genuíno e muitos outros do PT, com o apoio do PP, PL, DEM e PMDB, roubaram o que podiam.
Jucá, Padilha, Temer, Geddel, Maia e mais gente ainda, encabeçam uma facção criminosa que negocia riquezas nacionais com o único objetivo de enriquecimento próprio.
E claro... PSDB... um partido que simplesmente é abjeto e sem comentários. Ali estão Aécio, Serra, Alckmin, FHC, Dória e todo seu enclave de falso desenvolvimentismo que nada mais é do que um balcão de negócios formado por administradores incompetentes que só pensam em lucro próprio.
Ou seja... vale a pena defender algum partido? Se você acha que sim, beleza, sua consciência é o teu guia.
Já no meu caso, não tenho o mínimo respeito e não me importo com partidos políticos e suas máfias.

E enquanto as pessoas defendem seus políticos de estimação, eu tenho uma sugestão para o que devemos fazer com todos eles.


sexta-feira, 8 de setembro de 2017

eu devia ter feito isto

Digamos que temas polêmicos deste tipo eu sempre leve desta forma.
E não digo que estou sendo correto ao ironizar assuntos assim, mas sabe como é... nunca levo a sério as preocupações da sociedade.

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

sob você

Pra você sentir um pouco de medo quando for dormir hoje à noite.

Apenas imagine que esta mulher morreu faz décadas e que o corpo dela está enterrado no terreno onde você mora atualmente.

independência pra quem?

Eu não sou patriota e não critico quem é, mas tenho algumas convicções, que não me importam se são certas ou erradas, são minhas convicções e apenas isto me importa.
Brasil... bem, Brasil pra mim é apenas uma determinação geopolítica e nada mais. Não acredito no povo brasileiro e em seus representantes legais. Sendo assim, a data de hoje é só um bom dia para eu fazer as coisas que eu gosto.
Além do mais, nem todo patriota é um mau caráter, mas já repararam que todo mau caráter é um patriota.

E pra finalizar, há tempos digo que não sou brasileiro, não sou gaúcho e nem santa-mariense, sou apenas um colorado, com ideias de rebeldia juvenil e apaixonado por punk rock.

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

inventem de uma vez por todas um sistema de viagem descente

Todo mundo que me conhece um pouco sabe o quanto sou mau humorado e chato com as coisas. Em qualquer lugar que eu vá eu fico pensando e olhando, analisando mesmo, tudo que está ao meu redor.

Por que eu faço isto? 

Simples, pelo fato de que tudo pra mim pode ser uma história que eu crio na minha cabeça, além, é claro, de ter subsídios para criticar os serviços prestados, o comportamento das pessoas, e outras coisinhas que eu posso ir vendo na banalidade do meu dia-a-dia.

Com esta apresentação posta, posso falar sobre uma coisa que sempre me frustra e irrita: aeroportos!

Sim, eu acho um saco viajar de avião, e não é por medo como algumas pessoas sempre pensam. Tá bom que não me sinto muito confortável com um ser humano que não conheço, usando um uniforme de porteiro de hotel, pilotando uma máquina que deve pesar... sei lá... 70.000Kg. Mas não chega a ser medo de causar pânico, é desconfiança com a capacitada profissional do homem. Pode ter certeza que vou ficar muito mais tranquilo quando todos os veículos do mundo for controlado por máquinas.
este é um piloto em quem eu confio
Mas voltando aos aeroportos, tudo é cansativo e chato, por exemplo:
  • sinalização em aeroporto é sempre mal distribuída;
  • burocracia pra check-in, 
  • fila pra despachar malas, 
  • passar em esteiras de segurança;
  • pessoas que são espaçosas e levam bagagem como se estivessem se mudando;
  • um espresso tem o mesmo valor que uma prostituta de luxo em Dubai;
  • se você tem algum tipo de problema visual ou motor a acessibilidade é zero.
E tem muito mais coisas que me deixam irritado. Na verdade, só vou ficar satisfeito em viajar no dia que existir teletransporte, pois gosto de estar em outro lugar, conhecer coisas novas, mas o caminho até lá... pouts, que saco!

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

fotos de família

Vocês já pensaram em como as pessoas tiram foto hoje em dia?

Tipo isso...
ou isso...
Pra ver só, no futuro, quando nossos netos forem ver as fotos de hoje em dia, constatarão que seus pais, avós, bisavós, sofriam de algum distúrbio mental, pois só isso poderá explicar pra eles o motivo de fotos tão ridículas.

Tu olha uma foto antiga e vê como eram formais, mas pelo menos as pessoas não estão fazendo um bico de pato, um V de vitória, uma pose engraçadinha. Ou seja povo... aquela # tá valendo: #DEU #CHEGA #PARA.

Por um mundo com um menos fotos ridículas.

Obs: e 90% das vovós terá tattoo de florzinha no pé.

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

diálogos que escuto, ou... sou muito curioso e não perco de ouvir uma briga por nada

Quarta-feira à noite, saio da produtora e caminho pelas ruas de Santa Maria em direção ao mesmo bar de sempre.

No caminho me deparo com o seguinte diálogo de um casal, ambos com seus 40 e poucos anos:

ELA - ...e dei muito pra ele mesmo!

(OBS: é óbvio que ao ouvir isso eu diminui o passo pra seguir atrás deles escutando)

ELE - E tu tem coragem de me contar isso assim?

ELA - Tenho! E se tu quisé (sic) fica comigo vai ter que ser assim. Eu é que não vou para de dá pra quem eu quero.

Ele ficou em silêncio. 

Passei por eles, já que não falaram nada, e segui meu caminho - não sem antes dar uma olhadinha pra ver a cara da mulher. Olhei rapidamente, vi a cara comum dos dois, e fui em frente.

Meus pensamentos sobre o fato:
a) não fiquei com pena dele;
b) mina rock'n'roll;
c) não julguei ela por querer dar pra todo mundo, o corpo é dela;
d) cada um que cuide da sua vida.

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

será que matar é a solução?

Todo dia é uma nova merda no governo brasileiro.

E você se pergunta o que pode melhorar a nação.

Eu tenho a resposta, mas ela não é boa nem pra você e nem pra mim. Ninguém quer ouvir o que eu tenho a dizer, mesmo que pensem algo semelhante.

Ninguém quer ser o primeiro a admitir que a solução é matarmos todos que estão no poder.

Todos.

Confesso que não gostaria que fosse assim.

terça-feira, 29 de agosto de 2017

sol negro

Eu ainda hoje pensei...

O sol não significa mais nada e o chamado dos cães selvagens é o resultado. 

As fagulhas se apagaram e o novo começo é o seu término.

Segunda-feira.

Reviravoltas em uma vida perdida.

Segunda-feira.

Mais uma segunda que não sei o caminho correto para a porta da sabedoria, onde toda conversa será uma nova descoberta.

Arabescos.

Tintas e janelas pintadas no sal de prata.

Veneno em seus pés.

Toda conversa termina no ar rarefeito agora e você celebra sem eu estar ao seu lado.

Bomba H e novas cores no céu.

Estamos disformes devido o calor do corpo e da alma que se chocaram no mar vermelho.

E nada mais tem significado para você. Nem os desenhos que esculpi na pedra que usei para te matar.

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

sobre o fato acontecido com o grupo liniker e o pessoal com nome de bala na cidade de santa maria

Sabe, uma coisa me chamou a atenção no incidente da "mão na bunda" do(a)(x) cantor(a)(x) - marque a opção desejada - do grupo Liniker e os balas de leite (tu sabes que eu sei o  nome, tô só trollando pra irritar) em Santa Maria.

Quem passou a mão na bunda é alguém que gosta do grupo e tem o perfil de pensamento ao que o grupo pensa, afinal, todos concordam que é um grupo musical que tem um público segmentado.

Ou seja, esse grupo tem um público específico que gosta do som deles. Este público é justamente formando por pessoas que não concordam com este tipo de atitude abusiva... sendo assim, quem fez a merda de passar a mão na cantora é um fã que repudia este tipo de gesto.

Resumindo, todo mundo tem seu discurso preparado, mas ao mesmo tempo, todo mundo faz merda.

 E é uma pena que isto aconteça.

domingo, 27 de agosto de 2017

da série: pessoas muito estranhas pra mim.

Algumas coisas que não entendo:
  1. pessoas que idolatram políticos;
  2. pessoas que assistem o programa do Fausto Silva;
  3. pessoas que são amigas, ou gostariam de ser amigas, do Luciano Huck e da Angélica;
  4. pessoas que tem péssimo gosto musical;
  5. pessoas que não gostam de ir no cinema.

sábado, 26 de agosto de 2017

bandeiras partidárias

Tenho que confessar que não entendo muito as pessoas que tem adoração por algum partido ou político. Não tenho nada contra estas pessoas, e respeito as opções delas, apenas estou dizendo que não entendo o fato de acreditar só no que uma determinada bandeira fala.

Isso tem muito a ver com meu lado de não ter heróis ou ídolos. Sabe, não consigo achar alguém memorável a ponto de eu proteger o indivíduo, suas opiniões e ações. Quem sabe Einstein ou Stan Lee, e alguns jogadores de futebol - que jogaram no S. C. Internacional, o resto é podre - e não passa muito além disso.

Mas cada um, cada um... as pessoas tem o direito de defender o que acreditam, por mais que os motivos sejam, digamos, meio distorcidos e tendenciosos. Já do outro lado, eu tenho total direito de mandar estes ditos políticos e partidos tomarem no olho do cu. 

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

mundos paralelos

Tem certas coisas que sempre são engraçadas pra mim, como por exemplo a conversa que eu tive com uma amiga do período universitário.

Estávamos, ela e eu, tomando café e lembrando dos anos 90, quando o papo chegou sobre o tempo da faculdade (medicina pra ela e publicidade pra este senhor que escreve aqui). Conversa vai, conversa vem e como em tudo que falo, começo a fazer piadas sobre os perrengues da vida universitária.

EU - lembra o caos que era pegar o ônibus "Bombeiros-Universidade" lotado e ir meia hora espremido num bus velho?
ELA - o pai tinha me dado um carro quando eu passei em medicina. Nunca fui de ônibus pro campus.

E a conversa continua até o momento que eu falo sobre comer na UFSM.

EU - baaah, e tinha dias que era um horror a comida do RU. A carne era dura, a salada parecia que não tinha sido lavada, o  bandejão era mais amassado que Chevette Tubarão e pra beber era leite em temperatura ambiente.
ELA - eu vinha de carro pro centro, almoçava e depois voltava de tarde. Nunca comi no RU.

Aí eu olhei pra ela:

EU - tá, mas a gente era amigo e andava junto como se nunca se via.
ELA - porque toda sexta a gente tava junto, bebendo no DCE.

Daí eu lembrei... ah... o DCE... quanta merda eu fiz nas noites de sexta em Santa Maria na boate do DCE.  

domingo, 13 de agosto de 2017

dia dos pais e redes sociais

Pois então... é domingo do dia dos pais, escuto a discografia do Talk Talk, e me paro a pensar em como as pessoas são chatas. Mais chatas do que eu até.

Por que falo isto?

Vejamos, vamos falar sobre o dia dos pais, poderia até ser outra data comemorativa, mas vamos por hoje mesmo. 

Dia dos pais significa muitas mensagens de felicitações, lembranças e saudades nas redes sociais. Beleza, poderia ficar por aí, mas ao mesmo tempo que vemos as pessoas exporem seu amor para seus pais publicamente (o que não faz o meu perfil hoje em dia), surge também os censores e fiscais do mural alheio.

O que acontece daí?

Comentários sobre quem é ou não é pai, como deve ser um pai "de verdade" (não me perguntem o que significa), mãe que é pai, pai que não é pai, pai que é mãe e coisas do tipo.

A coisa é tão absurda que se alguém resolver colocar que tem um cachorro (podia ser uma vaca, um cabrito, etc) e se acha pai pois cuida do bicho, a polícia do Facebook vai entrar em alvoroço e começar a campanha de que pessoas assim não sabem o que dizem por nunca terem tido filhos ou que estão comparando a criança com o cachorro (nota do escriba: alguns animais são muito mais queridos e educados do que crianças).

Sendo assim, só posso falar uma coisa: se tu tem filho ou não, se é um bom pai ou não, se é carinhoso ou não, se tem um filho ou um cachorro... o problema é teu e de mais ninguém, então, deixa cada um comemorar da forma que quiser e cuida só da tua vida.

Moral da história: vai tomar no teu cu e não te mete na vida dos outros.

domingo, 6 de agosto de 2017

como falar com as pessoas no brasil

Como o Brasil está mudando, avançando para um novo patamar de ignorância, mediocridade, preconceito, ganância e corrupção, devemos todos nos adaptar para estes novos tempos. 

E a nossa mudança começa já pelos termos que usamos e que já estão defasados.

Sendo assim, Nixon Vermelho apresenta um glossário para você se adaptar ao novo Brasil varonil!

  1. filho de desembargadora - pessoa contraventora que comercializa drogas ilícitas, vulgo, traficante;
  2. filho-da-puta - político de qualquer partido;
  3. esquerdopata - pessoa que acredita que apenas o PT fala a verdade e que Lula é Deus;
  4. vampiro - presidente da república;
  5. golpista - presidente da república;
  6. Neymar - medida de valor de compra (ex.: "gastei dois Neymar para comprar todo congresso);
  7. cego - torcedor de partido político;
  8. limitado - filiado de partido político;
  9. coxinha - pessoa que acredita que a revista Veja é séria;
  10. vendido - juízes, promotores e desembargadores brasileiros.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

o sepulcro é seu melhor cartão de amor

Ler este texto ao som desta bela canção.
Existe algo errado em minha cabeça, em meu ser e apenas você pode me responder... por que é tão duro sentir?
Por favor me escute, pois já estou assustado e só penso no frio da lâmina em sua carna quente.
É tão duro sentir, mas é tão bom saber que seu corpo pode ser só meu. Mesmo com a dor, mesmo com o vazio da alma e da vida, seu corpo será só meu, enterrado no porão da nossa casa de paredes brancas e amarelas, onde as flores amanhecem sempre nos primeiros raios da primavera.
O sacrilégio de corromper a carne é perdoado pelo amor dolorido de sermos um só divididos em dois corpos.
Ninguém entende o meu excesso de amor... minha paixão sem fim, mas você sabe que seu sacrifício valerá a pena.
Eu entendi no seu primeiro olhar, quando sentou na minha frente e perguntou meu nome, que era você a mulher digna para sentir a minha fome e o meu desejo.
O primeiro corte nos banhou com seu sangue e gozamos juntos no exato momento de sua última respiração.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

apropriação cultural

Sobre apropriação cultural:

Vou usar cabelo moicano (indígena), enrolar um Shemag (palestino) no pescoço, vestir um kilt (escocês) e não estarei ofendendo ninguém. 
Se você se sentiu ofendido, me fala os motivos que estou de boa pra ouvir. Não mudarei meu modo, mas respeitarei a sua opinião.

meu mau humor com carros

Todo mundo sabe que eu não dirijo e que fico muito irritado no trânsito, mas mesmo assim, como em tudo na minha vida, eu analiso e comento sobre coisas que nem precisaria opinar.

É por que falarei aqui sobre os carros que são mais fodidos e que me irritam por estarem ainda andando pelas ruas.

  1. qualquer carro francês (Renault, Peugeot, Citroen) é feio e parece ter sido desenhado por um tiozinho na WWII;
  2. Toyota Corolla é carro de vovô que não sabe nem andar no trânsito e fica atravancando a rua;
  3. Golf é carro de magal que escuta sertanejo universitário bebendo em posto ou traficante pobre;
  4. Fuca era um carro simpático, sim... era... na década de 60, agora ele pode sair das ruas e ficar no museu do automobilismo (escondido atrás dos carros bons);
  5. Lifan, Chery, JAC, Toyota, Honda, KIA e Hyunday só servem pra demolição.
Shelby Cobra... isto é carro!

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

por um mundo mais radical e violento

Hoje ocorreu - na verdade está acontecendo enquanto escrevo - a votação de denúncia contra o presidente Michel Temer, e por causa disso tuitei um daqueles comentários radicais que sempre faço no Twitter @nixonvermelho.

Aproveitando isso, resolvi colocar algumas sugestões deveras pouco ortodoxas que melhorariam o mundo, ou, no mínimo, a minha vida:
  1. assassinar todos os políticos;
  2. assassinar toda pessoa filiada em algum partido político;
  3. proibir que pessoas com mais de 65 anos dirijam (isso ia melhorar o trânsito em uns 50%);
  4. liberar o uso de qualquer tipo de droga;
  5. liberar o porte de arma.

segunda-feira, 31 de julho de 2017

novos mundos

Vamos começar pelo adeus, depois pensamos onde perdemos o amor.

No silêncio do espaço, entre estrelas que jamais alcançaremos, fomos trajados como novos deuses siderais. Nossa vestimenta nos protege nos raios cósmicos.

Eu sinto você, eu sei o que você pensa, mesmo através do visor do capacete eu posso ver o infinito na escuridão dos seus olhos.

Cem vezes eu pedi.
Milhares de vezes eu pedi.
Mais uma vez eu vou pedir... lembre do nosso filho, ele será o primogênito da nova era interestelar.

Não temos limites para recomeçar. 

quinta-feira, 27 de julho de 2017

velho irritante (minha mensagem, atrasada, do dia dos avós)

Nem todo vovô é legal e não é por ser idoso que alguém fica bonzinho. O cara foi um indivíduo irritante a vida inteira e só por ser velho ficaria legal? Claro que não!

Olha só o que eu vi hoje:

tô de boa num café, tomando... um café (podia ser um chá, mas não... era café mesmo) e lendo, quando um senhor de... uhmmm... sei lá... uns 70 anos, pede um "pingado" para a atendente.

O vovô começou a ler o jornal e eu continuei na minha. Depois de alguns minutos vi quando a menina trouxe o café do senhor e deixou na mesa. 

E aí vem a melhor parte, passam uns 15 minutos e o vovozinho brabo chama a atendente. Ela chega e o velho reclama se achando todo cheio de razão: "eu pedi um 'pingado' e até agora não me trouxeram"!

A moça, na maior das paciência, apontou pra mesa: "senhor, o seu café está aqui faz um tempo".

O vovozinho milenar ficou todo perdido, só disse um "ah, não vi" e pegou o café dele. E o Matusalém nem pediu desculpa pela grosseria.

Moral da história: bom velhinho... múmia... undead... deixa de ser chato e vai tomar no cu! 

terça-feira, 25 de julho de 2017

trevas

Um ser das sombras. O vazio das trevas.
Quando você menos espera ele está atrás de você, deitado ao seu lado na cama. Esperando você dormir para se alimentar da sua alma.

segunda-feira, 24 de julho de 2017

minha lista com os motivos pra eu não votar no bolsonaro

Não sou daquelas pessoas que ficam com o papo do tipo "se tu vota no Bolsonaro, me exclua dos seus contatos" (até mesmo por acreditar que este tipo de pensamento é muito pequeno), mas tenho alguns motivos pra não acreditar, e muito menos votar, em políticos deste perfil.

Então vejamos... esta é a minha lista (adoro fazer listas) de cinco motivos pra eu não votar no Bolsonaro:

  1. ser honesto não significa que ele seja minimamente competente para ser presidente;
  2. o pensamento patriótico e ufanista é arcaico;
  3. ter sido militar não significa ter capacidade política e administrativa;
  4. a única bandeira dele é contra a violência, isto é muito pouco tendo em vista que o ponto econômico é nevrálgico para o funcionamento do todo;
  5. o pensamento do Bolsonaro vai contra tudo que é mais avançado, social e economicamente falando, no mundo, e a última coisa que precisamos é de um governo que se aproxima do extremismo oriental e esquece todo avanço ocidental.

terça-feira, 18 de julho de 2017

dos diálogos irracionais que acontecem na minha vida

Daí eu tô saindo do caixa eletrônico do banco e seguro a porta para uma moça, com seus 30 e poucos anos, entrar. Eu imaginava que estava sendo educado, mas sou pego de surpresa pela reação dela.

Ela me diz - NÃO PRECISO QUE UM HOMEM SEGURE A PORTA PRA MIM.

Quem me conhece sabe que sou um cara quieto e na minha, mas que ao mesmo tempo sou um pouco irritadiço com o comportamento do ser humano, então é óbvio que fiquei puto da vida com a grosseria da mulher.

Olhei na cara cara dela e falei já com o tom de voz "um pouco" mais elevado, ou seja, do outro lado da rua já dava pra ouvir minha voz.

Eu - NÃO TÔ SEGURANDO A PORTA POR TU SER MULHER, TÔ SEGURANDO A PORTA POR EDUCAÇÃO. EU FARIA A MESMA COISA PRA UM HOMEM, ASSIM COMO FAÇO PRA UMA VACA.
Ela - IMBECIL!
Eu - largando a porta e saindo do banco dando um encontrão no braço dela - AH, VAI TE FODE PORRA!
Ela - enquanto eu já caminhava dando as costas pra ela - GROSSO!
Eu - sem me virar e fazendo o famoso gesto com o dedo médio levantado - SOCA O GROSSO NO CU!

Ela deve ter entrando no banco, pois eu não olhei pra trás e continuei meu caminho.

Resumindo, vou continuar sendo educado e que se foda o resto do mundo.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

alguns comentários sobre o momento político brasileiro

A democracia pelo voto não funciona em um país como o Brasil.

...

Me prestei a ler toda a sentença do Moro (obs: o Moro seria o tipo de cara que no colégio/faculdade eu não me daria bem e provavelmente ia ficar tirando sarro da cara dele até ele chorar) que condena o Lula (obs2: este eu não ia poder tirar sarro da cara dele no colégio porque ele não ia no colégio*) e o que constatei é que é uma piada de mau gosto escrita em juridiquês pra alegrar uma parcela da população.

...

O governo atual, do presidente Michel Temer, é formado por uma quadrilha que está pouco se lixando por futuro nacional, o objetivo desta gang é saquear e enriquecer enquanto favorece um grupo de parceiros/cúmplices.

...

Sempre vale a pena lembrar que esta quadrilha com Jucá, Geddel, Padilha, Temer, Meireles e tantos outros fazia parte do governo Petista - tanto do Lula quanto da Dilma.

...

Já tá ficando irritante defensores do PT continuarem com a ladainha de que este partido é de esquerda.

...

É inato ao político brasileiro ser corrupto. o problema é que o sistema judiciário também o é.

...

O Aécio é o típico produto de um sistema político podre. O sujeito é um viciado, sem a mínima capacidade administrativa, e é tratado por respeito por um cem número de pessoas que são ignorantes.

*Sempre vai ter alguém pra dizer: "e mesmo sem ter estudos ele se tornou presidente", e pra isto já digo... grande bosta, Mussolini, Idi Amin Dada, Papa Doc, Somoza e Rafael Carrera também foram líderes durante décadas e eram uns corruptos também.