quarta-feira, 30 de setembro de 2009

música pra emocionar mais um pouco II

Essa é para alimentar o espírito e mostrar que as pessoas não escutam boas músicas porque não querem, preferem escutar a mesma merda de sempre e ficam no lugar comum.
Uma boa banda da bélgica, para escutar comendo waffle com calda de melado e chantily e para beber suco de laranja (eu sempre gosto de suco de laranja).
"hotellounge" - dEUS
video

música pra emocionar mais um pouco

A ideia de falar sobre essas músicas não é original, pois é baseada no blog HANKY PANKY, do meu grande irmão André F.
Então como eu não sou original no que eu escrevo, ao ver o André comentando sobre uma dessas bandas, resolvi mostrar o quanto o Jesus & Mary Chain influenciou muita coisa boa.
"Geraldine" do Glasvegas.

video


"I Wanna Kill" do Crocodiles

video

E por favor, tenham vergonha na cara e busquem músicas do Jesus & Mary Chain, assim vocês vão escutar alguns bons sons e talvez até se tornem pessoas um pouco melhores.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

minha nova cara vermelha



Cansei de ser Roschach.
Como tudo no blog tem o tom vermelho, mudei minha cara e passo a ser o The Flash, que é um dos personagens dos quadrinhos que eu acho demais e que tem um dos uniformes mais fodásticos de todos.
Mas o Flash não foi a minha primeira opção, o Livro Vermelho do Mao era a primeira, mas não consegui uma boa foto do mesmo.
Além disso, vermelho por vermelho o Mao é tão pop quanto o The Flash, então a minha ideia de rir da política continua certa, ou seja, no final tudo é descartável como camisetas do Che Guevara, milk shakes de chocolate e bandeirinhas do pt.

um tiro na testa do lula... ou, como tem fdp no pt

Como todo imbecil que já foi presidente deste país, lula entra pra história do brasil como mais um pusilânime que não faz nada que preste, e ainda comemora uma copa do mundo e uma possível olimpíada realizada nessa república das bananas.
Este senhor é um fanfarrão, incompetente, que merece um tiro na testa.

uma música para terça de manhã

Essa é para escutar pensando em coisas boas e esquecer que a Hillary Duff fez uma versão de "Personal Jesus" do Depeche Mode... incrível, não se respeita mais nada nesse mundo.
video
Ah, e já que eu falei na Hillary Duff, vou continuar comentando sobre cantoras pop, mais especificamente da Lady Gaga. E já me atenho na pergunta, quem é que gosta dessa coisa? Não entendo mais nada na vida mesmo, pois a dita é feia pra caramba, se veste com sobras de figurino de filmes ruins dos anos 80, tem as piores coreografias nos clipes e as músicas dela... bem, sem comentários!
Mas o mais engraçado nessas cantoras ruins é que atualmente a Madonna copia o que elas fazem e consegue fazer tão ruim quanto.
E a situação não melhora se for pensar em rock, pois o que tem de bandinha de rock de menina, tipo Paramore, que são ruins demais e fazem um rock choroso e bem fresquinho, nossa! Quanta merda! É tão ruim que eu chego a ficar irritado com essa gurizadinha que escuta isso e fica andando de preto e fazendo carinhas tristes.
E por favor, alguém pode me responder se aquela coisa que canta no Tokio Hotel é menino ou menina?

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

funk carioca

Chegando em casa escutei essa pérola musical em um carro que passava pela rua.
"Só me dava porrada!
E partia pra farra!
Eu ficava sozinha, esperando você
Eu gritava e chorava como uma maluca...
Valeu muito obrigado, mas agora virei puta!"
Não é uma maravilha?! Que letra, que poesia...
O bom é reparar que na música a mulher para se sentir livre, resolve ser puta.

segunda sem criatividade

A mesma onda pop dos anos oitenta de sempre.
"Be Near Me" - ABC
video
Não tenho mais o que escrever por hoje.

domingo, 27 de setembro de 2009

ética não existe

Como não fico mais surpreso ao ver pessoas que alegam "EU ESTAVA APENAS CUMPRINDO O QUE ME MANDARAM FAZER", como desculpa para cometer os piores atos possíveis.
Acredito que mais apavorante do que isso são as pessoas que vão ler a revista Veja e reproduzem a opinião da revista como algo verdadeiro.
Não, melhor do que isso!
Pior do que as pessoas que leem a Veja, são os jornalistas que se julgam sérios e acreditam no que escrevem.

mais um dia de chuva

Hoje o dia será cansativo.
Chove lá fora e tenho que caminhar muito à tarde, consequentemente sei que chegarei ao fim do dia molhado, ensopado, e com a cara mais emburrada do que de costume. E mesmo com a dificuldade sei que preciso fazer isso, até mesmo para provar pra mim mesmo que sou capaz.
Sou capaz?
É essa pergunta que sempre me faço.
Acho que minha cara de perdido e meus tênis Adidas me fazem parecer um guri sem força de vontade, mas isso não é verdade... eu já deixei de ser guri faz tempo e a minha força de vontade um dia existiu, mas acho que ela me abandonou junto com o orgulho próprio e a coragem.
Será que Munique é legal na primavera?

sábado, 26 de setembro de 2009

meu passado acabou

Cada dia está mais escuro e por incrível que pareça, escurece mais. Eu queria entender, sentado em algum lugar, todos os momentos que passamos e como tudo ficou tão ruim, como tudo chega ao fim sem nem percebermos.
Mas se hoje não entendo, pelo menos posso dizer que não me incomoda chorar quando a chuva começar.
Uma nova vida começou, ainda não estou rindo plenamente, e alguns dias, ou algumas noites, eu me pego triste, e sempre que tento esquecer eu volto a lembrar.
As pinturas que eu fiz foram pra você, os livros que eu escrevi foram pra você.
É sábado e o sol começa a brilhar.


(algumas músicas antigas se misturam e escrevo ao som delas).

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

o filme que nunca chega ao fim


Para manter as pessoas informadas (obs: plural é legal né?! falar pessoaS informadaS dá a ideia que são mais do que duas... hehehe), eu apenas comunico que ainda não acabamos de montar o curta "CONVERSAS SOBRE SEXO, SANGUE E SANDUICHES", pois tivemos um problema com o áudio de algumas falas das personagens e ainda estou pensando o que vou fazer.
Minha primeira ideia pra asolucionar esse problema? Dublar todo o curta em japonês e colocar algumas legendas.
Alguém conhece duas japonesas que fariam isso?

a pornografia já foi mais inocente

Vai chegar o dia em que eles vão conseguir introduzir um anão inteiro dentro de uma mexicana sem braços viciada em morfina.
Ah, saudosa época em que uma atriz pornô chupava um de cada vez.

(inspirado em uma tirinha que li... só para complementar que não sou original nas minhas ideias).

publicidade cansa, mas ainda paga minhas contas

Chega sexta-feira e o alívio da alma revigora o meu pensamento. Meu corpo até fica menos tenso. Tudo o que poderia ser dito, um dia já foi, o resto é só repetição.
Minha criatividade já se foi, provavelmente para algum lugar onde ela é melhor tratada e não se sinta mal ao ver tanta bobagem que tenho que escrever devido ao meu trabalho. Hoje minhas ideias são apenas cópias (até acredito que sempre foram) de informações que vejo na internet.
E o pior de tudo é que ainda dá certo!

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

textos vazios, palavras perdidas e mais música

O que mais faço nesse blog é escrever de forma aleatória e sem pensar em um tema específico. Acabo sempre pensando no que escrevo, durante o processo em si, o que resulta nesses textos sem sentido e sem conteudo.
Mas o que me importa, eu quero é escrever o que eu gosto, sem me importar se uma ou cem pessoas vão ler. Acredito que escrevo só pra mim, pois eu sou meu leitor preferido. Eu escrevo para no dia seguinte entrar aqui e me ler... e ainda por cima criticar, ver os erros de português e falar mal de mim.
E ainda por cima, eu nem tenho vontade de escrever, minha vontade é só ficar colocando uma musiquinha aqui, outra musiquinha ali, e ir tocando essa minha nova vida.
Mais um bom som, "Always The Sun" The Stranglers.
video

the acre chainsaw massacre

E o tal de Hildebrando Pascoal, que era deputado federal, foi condenado a 18 anos de prisão, ou como preferem os jornalistas, reclusão (ai ai ai... frescuras), pela morte de um mecânico.
O bacana na história é que a vítima foi torturada e teve o corpo cortado com uma motossera (tenho quase certeza que é junto essa p* de palavra!), ou seja, no brasil até o Leatherface vive da política.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

futebol

Hoje começa a Sulamericana e com certeza quero que o Inter ganhe e seja bicampeão, mas mais do que isso, o Inter tem que ganhar o campeonato brasileiro.
Futebol é muito bom!
Não só é claro! Gosto de música, comida e mulher... começando por mulher! A comida, a música e o futebol ficam em segundo, empatados.
Qualquer outro comentário sobre preferências, do tipo, prefiro goiabada com queijo do que sexo, é apenas excentricidade de algum incauto.

machões

E tem a história daquele machão que só gozava com massagem prostática.

capitalismo e comunismo são duas armas do sistema

Duas coisas irritantes da vida: jovens economistas liberais que fazem discurso defendendo o capitalismo e a globalização, e intelectuais de esquerda que nunca saem de dentro da universidade, mas continuam com o mesmo papo das virtudes da pobreza.

surf combina com frio... a Austrália é aqui!

Sempre gostei de surf, tanto que até elenquei surfista no meu top five de profissões ideais pra mim, junto com ator pornográfico e baixista de banda punk.
O dia é de chuva, mas já penso no verão.
video

silêncio

video
Eu sempre gostei de olhar para o céu à noite e me imaginar em um conto do Ray Bradbury, do Isaac Asimov, ou do Arthur C. Clarke. E ainda hoje, nas noites que estou sozinho, me deparo com o céu estrelado e fico imaginando como a solidão de caminhar no solo lunar deve ser agradável.

sábado, 19 de setembro de 2009

calma

Sabe aqueles dias em que as coisas não dão certos e tu imaginas que ao cair da noite a coisa vai melhorar? Pois bem, fique sabendo que não melhoram e o que pode dar errado sempre dá.
A diferença é que no passado eu ia mandar tudo pra PQP, mas hoje em dia não faço isso, hoje eu penso que posso esperar, ter calma e fazer as coisas melhorarem no futuro próximo.
Pra ver só, até um chato como eu pode pensar em algumas coisas positivas vez por outra, o que basicamente já é um texto de auto ajuda pra todos vocês. Afinal, se eu posso, qualquer mané pode também ser um pouquinho melhor.

puta merda

Lembrei de uma coisa... olha só que interessante a diferença:

vagabundo - um cara que não trabalha vagabunda - puta
galo - um cara metido, "o cara" galinha - puta
cachorro - o cara que é malandro cadela - puta
homem fácil - um cara dócil, besta mulher fácil - puta
puto - cara que gosta do mesmo sexo puta - é puta mesmo

Esse é o mundo e agora farei um brinde pra rir um pouco. hehehe.

uma grande banda

Antes de ir almoçar e ir trabalhar uma letra de uma das poucas bandas nacionais que eu respeito. De noite eu posto a música aqui. Mas deixa de ser vagabundo e já procura escutar que vale a pena.
"Funciona Senza Vapore" (Fellini)
Ninguém é perfeito
Ninguém é perfeito
Eu quis ser
Socialista!
Socialista!
Socialista!
Funziona senza vapore
Eu vi uma ema
No Palácio da Alvorada
Um ex-skinhead falava
Da sua namorada
Como gostava
Dela ser tapada
Funziona senza vapore

um clássico

A revista Entertainment Weekly fez uma lista com os melhores filmes que se passam no segundo grau. É claro que grande parte deles são aqueles filmes maravilhosos dos anos 80 dirigidos ou produzidos pelo John Hughes.
Mas o primeiro lugar da lista não poderia ser outro senão o incrível "Clube do Cinco".
Tu ainda não viu? Tsc, tsc, tsc... tenho pena de ti, muita pena, pois tu ainda não viveu.

gaucho é chato, mas paulista é pior

Não vou me alongar nesse tema pois ele me irrita profundamente e acho esse papo de bairrismo uma merda de marca maior, mas a carta que um paulista enviou ao jornal Zero Hora dessa semana me deixou p* (o asterisco é para tentar diminuir a quantidade de palavrões aqui nessa merda, que porra!) da cara.
O animal é funcionário público federal e vive em São Borja (tá bom, tá bom, o cara também teve azar de morar logo lá que é uma cidade esquecida por Deus) e falou que acha o RS pior que a mosca da merda do cavalo do bandido, e que ao contrário disso, São Paulo é uma cidade melhor e cheia de oportunidades.
Tá bem, todos sabemos do potencial daquela merda de cidade, mas meu caro, se São Paulo é tudo isso, por que o distinto não deixa de ser vagabundo e larga o funcionalismo público, onde provavelmente faz um serviço de porco e vai trabalhar de verdade naquela cidade de grandes oportunidades?
Meu caro, é muito fácil falar o que o senhor fala! Olha, me faz um favor, pede transferência e vai pra São Paulo pegar um bom dia de trânsito e de ar limpo.
Ah, e já aproveita e faz uma coisa, pega a tua bandeira de um desses times vagabundos de São Paulo e soca no cu!
Saudoso tempo de revolução, onde se podia invadir SP e metralhar todo mundo.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

rock de divagações sobre um mundo que não existe

video
Para escutar e ler, pensando em como perdemos coisas que nos são importantes, mas só nos damos conta quando já é tarde. Ou não é tarde, mas temos medo de tentar, temos medo de pensar, temos medo de mudar.
E por que eu escrevo na terceira pessoa se estou falando apenas de mim?
Essa música é muito boa, guitarra, baixo, bateria... rock simples e encantador. E a vida não deveria ser sempre assim? Pelo menos é o que penso, as coisas boas da vida são assim: simples em sua beleza.
Quero tomar uma garrafa de vinho tinto e olhar o vazio que vislumbro no horizonte, na estrada que acompanho e que me leva para onde não sei ir.
Ei, eu apenas quero tocar em uma banda de rock! É tão difícil de entender? Não, não é! Mas mesmo assim, porque você nunca entendeu que eu sou apenas um cara comum, com sonhos comuns, com vontades comuns... mas o que vale mais para você, o dinheiro que não consegui te dar, ou ter tentado ser melhor? Você não responde e eu penso que os dias passados foram um engano.
E do passado veio a minha vontade de viver melhor, de tentar e não desistir, de sentir medo mas mesmo assim continuar.
Do passado vem essa palavra mal escrita, vem minha mente deturpada que não escreve com sentido e que não consegue entender o presente.
Mas no final quem se importa com a origem das minhas escaras. Quem se importa com uma vida melhor de verdade... ninguém!
Se você quer que alguém se importe com aquela criança que está morrendo no outro lado da rua, vista nela uma fantasia de urso panda. As pessoas se preocupam com os ursos pandas, as pessoas se preocupam até com o Andy Panda, mas nunca saberão que ao lado alguém pediu algo.
Meu amigo, o rio de merda está na minha cara... e sabe o que eu penso hoje? Que ainda quero fazer uma banda de rock, pois o mundo eu sei que não vai mudar mais.

fiquei feliz agora

Já falei deles, e agora até acredito que são melhores do que apenas por um dia.
"Oxford Comma" do Vampire Weekend.
video
É muito bom mesmo, já me imagino escutando isso em um fim de tarde de verão.

esse estranho mundo

Alguns fenômenos do mundo me causam uma certa estranheza, como por exemplo, eu gostaria de entender qual a lei da física rege o fato de que toda vez que o cara ejacula na cara da guria, ele nunca acerta na boca, mas sim no olho da moça.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

o fenômeno de hoje

Descobri a melhor banda do mundo e a melhor música do mundo (do dia de hoje, pois amanhã já vou estar cansado dessa aqui e já vou gostar de outra).
"Oxford Comma" do Vampire Weekend, esses carinhas aí em cima com visual de estudante de economia que votam no José Serra.
E vai lá olha, pois tô sem paciência de colocar vídeo aqui.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

silêncio

Voltei a escutar "Oxygene" do Jean Michel Jarre. Nossa... é perfeito do início ao fim.
Não consigo escutar sem pensar em madrugadas que passei acordado, olhando para o céu escuro e pensando em como seria tocar a superfície da lua.

tudo tem seu fim... e isso me lembra um filme que me emociona. e não é que tenho vontade de chorar?! e como escrevo títulos enormes pra vocês lerem...

E o Patrick Swayze morreu... virou ghost!
Eu sei, essa foi patética, mas eu tinha que comentar.
Mas para não ficar tão chato assim, tenho que comentar uma coisa, o Patrick Swayze trabalhou em um daqueles filmes dos anos 80 que me marcaram e talvez tenham moldado a minha personalidade e o meu romantismo juvenil, "The Outsiders" (1983).
Esse filme, com direção do Francis Ford Coppola e baseado no livro de mesmo nome de S. E. Hinton (mesma autora de "Rumble Fish" - que também virou um filme maravilhoso do Coppola que me marcou - e de "Tex" - que também virou filme) conta de maneira poética as dificuldades, os amores e as lutas de sete amigos pobres e marginalizados.

mais uma das minhas listas sem sentido

Cinco coisas para se fazer no quarto do hotel em noites intermináveis de solidão:
1. ver seriados de humor na TV (reprises de Seinfeld são a melhor pedida);
2. sexo (estaria na minha primeira colocação o problema é que pra isso tu tens que estar acompanhado à noite... e não é o meu caso... hunrrr);
3. ficar comendo porcarias (chocolatinhos, Toddynhos, biscoito folhado doce, etc) até as três da manhã;
4. por os fones para escutar a música mais barulhenta e agitada possível e dançar pogo pelo quarto;
5. escrever cartas que tu nunca vais mandar.

cada vez mais quieto e irônico

O meu mundo continua o mesmo, mas eu espero um dia morar aos pés de uma montanha e construir uma casa lá para nunca mais voltar.
Eu me acho um cara estranho...

conversas

Fragmento de conversa que escutei ao andar na rua:
"Ele era um traste, sempre foi um inútil, e pra piorar ficou viciado em morfina".
E era uma senhora com cara de vovó.
Sei lá, fiquei imaginando a Dona Benta reclamando do Tio Barnabé.

conversas sobre achocolatados, suicídio e dias nublados

Dia cinza e o céu parece chumbo.
Minha azia corroi meu íntimo e os meus erros no trabalho me deixam mais irritado, e obviamente a sensação no meu estômago piora mais um pouco.
Tomo um Toddynho para enganar a dor e sigo em frente.
Penso em algumas outras coisas, e uma delas é qual o tamanho necessário da corda para eu me enforcar no banheiro do hotel. Só que eu lembro que a ducha do hotel fica numa altura baixa e eu não conseguiria meu objetivo, e se enforcar sentado não fica legal. Então esqueço isso e resolvo tomar mais um achocolatado... e o que eu descubro? Não tem mais Toddynho!
Esse mundo é desumano.
E sabe o que á mais desumano ainda, é ir na padaria comprar Toddynho e só encontrar achocolatado da CBS.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

dias depois

11 de setembro passou e eu nem comentei nada, isso é uma falha imperdoável, pois esse foi um dia marcante na minha vida.
Olha, eu não vi pela TV o homem pisar na lua (se bem que dá pra duvidar que ele pisou né?! é muito fácil botar um escafandrista num cenário lunar) e nenhum outro momento histórico, com exceção do Inter ganhar o título mundial, então nada mais normal do que achar o dia 11/09/2001 um dos momentos mais incríveis da televisão mundial.
Lembro exatamente que estava frio em Caxias do Sul, eu tinha acordado às 7h30min e estava tomando um leite com chocolate bem quentinho. Eu liguei o rádio e escutei as notícias, e ao prestar atenção no que acontecia liguei a TV.
UAU! Não dava para acreditar no que eu via. Como eu não tinha nenhum trabalho aquela manhã, peguei meu achocolatado, um pacote de biscoitos e me sentei no sofá da sala para assistir.
Não sou nem um pouco favorável ao terrorismo e acredito que as pessoas que morreram foram as que menos mereciam passar por aquilo. Mas ao mesmo tempo, não é exatamente isso que os Estados Unidos fazem em relação ao resto do mundo? Ou seja, invadir e destruir tudo o que existe pela frente, com a desculpa de "cuidar" das nações que eles invadem?
É... o mundo realmente é uma merda e eu e você somos apenas uma titicas perto do todo. Então nemte preocupa com nada e manda tudo explodir, começando pelo Lula e terminando na cabeça do Obama.
Ah... saudoso Baader Meinhof!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

eu entendo... sou besta mesmo.

Ao comentar ontem uma coisa, me dei conta de algo... como sou besta! Eu tenho umas manias muito ridículas.
Quer um exemplo? Pois bem, eu sou apegado com as minhas canetas, tudo que eu escrevo de mais importante tem que ser com a minha caneta.
E pior, se eu deixar a minha caneta em algum lugar, na volta eu não uso mais essa caneta, não por medo te ter contato com o objeto, mas sim por não sentir que ela é a minha caneta. E não é mais a minha caneta mesmo! Como vou escrever algo importante, algo íntimo, com uma caneta que não é a minha? Não tem como fazer isso!
Como eu disse, eu sou uma besta. Depois eu não sei porque as pessoas ficam rindo da minha cara e me chamando de retardado

domingo, 13 de setembro de 2009

manhã de sol

Viajando por causa do trabalho, não tenho tempo para pensar em nada direito, meu cérebro parece uma massa sem sentido e não visualizo as informações necessárias.
Escrevo algumas poucas palavras para os meu bons amigos (ah... bom e velho clube dos cinco, nenhuma turma criou uma ligação como essa) e percorro os olhos pelas manchetes dos jornais. Fico nisso por alguns instantes e percebo que não vale a pena mais ler notícias.
Os jornais estão cada vez piores, os textos estão cada vez mais mal escritos (e texto mal escrito já basta o meu) e as noticias são sempre as mesmas.
A coisa só vai ficar divertida quando alguém pegar um fuzil e meter uma bala no meio dos olhos do Lula. Ah... saudosos homens de boa vontade que resolviam suas discordâncias com um bom tiro na cara.
E agora vou trabalhar.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

pop classudo

Sabe, tem algumas bandas que tu tens que ser muito macho pra confessar que gosta, e o a-ha entra nessa categoria. Gosto dos caras desde 1986, quando saiu o primeiro disco deles e tinha "Take on Me" como primeiro single.
Naquela época foi uma febre, mas depois eles foram sendo esquecidos pelas tietes (o que é ótimo), mas continuaram fazendo ótimos discos.
Essa música é uma das mais novas deles e te digo, os caras continuam fazendo um som fodástico com o mesmo tipo de melodia e teclados que marcaram a minha adolescência.
Tudo muito pop, tudo muito bonitinho, mas muito classudo.
Como eu disse, tem que ser macho pra dizer que gosta do a-ha, e eu gosto pra caramba.
Ah... e eu conheci essa música no domingo passado e me marcou muito.
"Foot of The Mountain", a-ha
video

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

comida

Muita gente fala mal da Nigella, comentando que as receitas dela são fáceis demais, rápidas e sem criatividade.
Pois bem, acho fodástico o programa dela e sempre que assisto babo. Essa mulher é muito legal e as comidas que ela faz são uma delícia. Sempre associo o que ela faz com sexo.
O quê? Perguntam alguns incautos...
É verdade, tudo o que ela faz é extremamente engordante e cheio de açúcar e sal e óleo, ou seja, tudo de bom para fazer uma comida que satisfaça os prazeres da carne. Assim como o sexo!
Claro que é bom comer um prato bem feito e elaborado com especiarias e o caramba. Mas tudo tem a sua hora, e sempre existe a hora de comer um bolo quádruplo de chocolate feito pela Nigella.
É pra comer depois de um sexo perfeito e ter um outro orgasmo. Se quiser já come junto com o sexo e faz "o" lambuzo.

gaucho II

Independência do brasil (sim, continuo escrevendo o nome desse pais sulamericano com letra minúscula) nada, hoje é só mais uma segunda e eu sempre digo que todos os dias são como uma segunda de chuva. E tá chuvendo muito.
Mas o importante é dizer que aqui o negócio é comemorar a semana farroupilha, o brasil é que se f*!
E essa música é incrivelmente linda.
video
"Esquilador" com Telmo de Lima Freitas. E quem não sabe o que é esquilador trate de ir se informar. Seus incultos!
hehehe.

gaucho

Gaucho é um cara marrento por natureza. Se acha o bom sem nem ter razão para isso. É como eu digo: a gente não se acha bom, os outros é que são umas nulidades.
Mas fazer o que se o único estado que nós gostamos é Santa Catarina, e justamente pelo simples fato de que nos separa de todo o resto.
Aqui é o único estado que os produtos feitos no RS são mais consumidos que os de fora. Não é a toa que as Casas Bahia faliu em quase todo o Rio Grande do Sul, o símbolo dos caras é um nordestino com cara de paulista e ainda por cima parecido com o falecido Zacarias dos Trapalhões.
Esses dois comerciais retratam bem isso.
video
Homenagem aos paulistas.
"Mas hááááá..."


video
Homenagem aos cariocas.
"Fala grosso criatura".

domingo, 6 de setembro de 2009

ak-47

Todos os meus desafios estão escritos em um espelho e com apenas um soco eu consigo quebrá-lo, pois sei que as dificuldades apresentadas não são nada perto do que eu quero.
O amanhã nunca sabe que eu posso me acordar mais cedo que os meus medos e vencer a todos com uma rajada de tiros.
A kalashnikov em minha mão assusta a todos e o som dela é música.

rock, festa e puxar energia para aguentar a briga III

video
A última da série pra eu respirar, me animar e batalhar.
"Love Removal Machine" do The Cult, uma letra que é rock puro:
"caiu para o quarto vermelho
porque ela estava lá
uma mulher escarlate
ela me deixou com medo
ela disse que faz todas aquelas coisas que você faz pra mim
você sabe o que quero dizer
todas aquelas coisas que você faz pra mim yeah"

rock, festa e puxar energia para aguentar a briga II

video
"Dr. Fellgood" do Motley Crue.
Bateria e baixo sólidos e uma parede de guitarras, e a festa continua, pois hoje essas músicas me dão uma energia pra fazer o que devo... ou seja, lutar de forma pacífica mas segura.
E como diz aquela outra canção: "sempre em frente".

tem que brigar sempre

Esse é maloquero, é macaco... esse cara é colorado!
Magrão, um jogador que sempre vou gostar, pois briga pelo time e não desiste nunca.

rock, festa e puxar energia para aguentar a briga

video
"The Clash" do Backyard Babies.
Essa é muito poser, é hard rock, é metal, é glam, é som pra fazer festa ao estilo sexo/drogas/rock'n'roll... e também serve pra chamar pra briga.
É energia pura.

vampirinho triste

Em tempos onde transformaram vampiros em adolescentes efeminados e virgens, é bom ver algum filme com esses chupadores de sangue no seu papel normal, ou seja, querendo sexo e sangue.
Cara, até mesmo Drácula que buscava reecontrar a alma da sua amada, o que prova que até mesmo o filho do cão pode ser um romântico, não deixou de comer e morder a prima dela.
Vampiros querem sexo e sangue. E só!
Mas nãããããão, essas autoras criaram o Lestat, que é um viadinho, e agora esse bando de adolescente com crise de emo. Se tu não leu "Crepúsculo" da Stephnie Meyer, não leia, porque é livro de menina. E falo isso porque eu li... as 20 primeiras páginas e vi que era uma grande b*.
Então, para fugir desses pederastinhas que sofrem por serem vampiros (coitadinhos...), o bom mesmo é ver um filme de zumbis com muito sangue e podridão. Afinal, gente morta e com a carne apodrecendo não tem como usar maquiagem no olhinho pra ficar com carinha de triste.
video
E mais uma coisa, presta atenção na trilha sonora do filme, enquanto os vampirinhos gays escutam Paramore (argh!), aqui tu escuta Van Halen. É outro nível meus amigos, outro nível!

sábado, 5 de setembro de 2009

mpb é uma m*

Como hoje estou a fim de falar só de música, vou aproveitar pra falar mal da MPB.
Nossa, cada vez mais eu acho a música brasileira uma grande m*. E o pior da música nacional (sem falar nos chatos de plantão que fazem cara de nojo quando digo que a música brasileira é uma porcaria, o Caetano Veloso e o Marcelo Camelo) são as cantoras revelação que surgem a cada ano. Putz... a cada ano surge uma nova Adriana Calcanhoto, como se uma já não fosse suficiente pra minha cabeça. E outra coisa, por que que toda cantora brasileira é sapatão?
E mais, o Marcelo Camelo namorar a Mallu Magalhães não é caso de pedofilia?

a útima banda que valeu a pena

De tudo que eu gosto de música, nada supera o quanto eu gosto do The Clash. Essa banda foi uma das primeiras bandas que eu vi como sendo o que eu queria pra mim.
Gosto do The Clash pelas músicas, pelas letras, pelo estilo, pelo discurso e muito pela sua atitude punk do "faça você mesmo".
Pra mim o The Clash sempre foi a melhor banda punk, justamente por não terem ficado naquele discurso besta e radical. Eles sempre foram maiores que o próprio estilo musical e criaram uma aura com seu discurso político e suas grandes performances.
Não é por nada que o desenho do punk com cabelo moicano que fica aqui do lado é da capa do último disco deles.
Pra mim o The Clash será sempre a última banda que valeu a pena.
video
E entre todas as músicas que eu gosto deles, resolvi escolher justamente uma das menos lembradas, e do disco que é considerado o mais fraco, por ter sido feito depois da briga entre seus integrantes e ter sido gravado com uma outra formação. E mesmo assim é uma grande música.
"This is England" do álbum Cut The Crap.

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

é só para ler e esquecer

Aos meus amigos e ao inimigo (ele sabe quem é), resolvi retirar a lista de blogs que acompanho e quem eram os meus seguidores, pois vi que isso era muito desnecessário para este que vos escreve, principalmente por estar ficando muito com cara de blog de "amiguinhos", e não é minha intenção fazer amiguinhos por aqui.
Muito pelo contrário, tô aqui pra falar sobre nada. E com o mesmo mau humor e ironia de sempre, quero falar sobre o Inter, sobre quadrinhos, sobre música e até sobre amor. hehehe. Olha só... que romântico.
Só quero dizer que continuarei a visitar o blog de todos e que continuarei lendo e não deixando comentários.

um filme cult

Essa é pra quem é fã do Alex Cox. O diretor "mestre" que realizou dois marcos do cinema punk nos anos oitenta, "Sid & Nancy" e "Repo Man".
Então quem não viu "Repo Man", dá uma olhada e corre atrás pra ver, que é uma comédia de humor negro maravilhosa sobre um cara que recupera carros (o serviço de repo man do título) que não foram pagos.
video
O trailer.

video
"Você vai fica bem... talvez não"! hehehe.

video
Um pouco de pogo para dançar em uma festa punk. Com 15 anos a gente fazia muito isso.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

esse é o cara

Não preciso dizer o quanto sou fã desse cara.
Um jogador que na chegada em Porto Alegre já diz que a partir daquele dia não usa mais azul e que trata qualquer jogo como uma guerra, tem a minha mais profunda admiração. Depois de fazer "curintiano" correr da briga com medo de levar uns tapas então... hehehe.
E ontem ele entrou no segundo tempo do jogo e fez o que sabe, jogou futebol e matou o Atlético Mineiro.
Andrés Nicolás D'alessandro, esse é o cara.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

não faça nada pra quem eu admiro

Como tenho sangue italiano, nada melhor do que falar em vendetta quando alguém faz mal pra alguém que eu amo.
E com isso é óbvio que eu lembro da sequência final do filme "V for Vendetta". Um ótimo filme, baseado em uma grande revista do Alan Moore.
video
Fecha os olhos e sente a energia que essa música transmite.

para respirar, sorrir e chorar de emoção

video

Uma música que simboliza muito pra mim.
Escutar uma música assim, depois de um dia de estresse... olha... me faz acreditar em algo maior.
"Canon em D maior" - Pachelbel

um mundo melhor

Eu já tenho a solução para dois problemas mundiais: a fome no mundo e a má qualidade na música pop.
E é simples, como todas as ideias de gênio são... matar a beyonce!
Pensem bem, em primeiro lugar só a coxas daquela mulher poderiam alimentar a Etiópia, o Zimbaue e a Namíbia, e salvar a vida de milhões de pequenos africanos famintos.
E o segundo ponto é que ao fazer isso eu não ia mais precisar ver aquela maluca fazendo coreografias exageradas e cantando músicas de péssimo gosto.
Se alguém souber o telefone da ONU me dá um toque.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

mais uma música delicada e barulhenta

Gosto muito dessas músicas que são barulhentas e ao mesmo tempo tão singelas e delicadas. Acredito eu, nessa minha filosofia barata, que é porque tenho essa dicotomia em minha personalidade. Sempre me sinto uma mistura de agressividade e delicadeza (e eu falei delicadeza, não falei putice!).
Essa música também sou eu.
"Star Sign" do Teenage Fanclub.
video

um sonho dentro de um sonho

As vezes penso que a vida não é real. Sabe, aquela coisa de realidade virtual do filme "Matrix", mas sem a chatice zen do Lawrence Fishburne.
Só que no meu caso a realidade não seria gerada por um computador, mas me imagino sendo o fruto do sonho de um viciado em speedball.
Ou seja... cada m* que acontece! hehehe.

o iphone é uma merda


Eu tô me lixando pro Ipod. Não tenho a mínima vontade de ter esse aparelhinho. Eu tenho meu tocadorzinho (genérico) de músicas e vídeos e tô feliz, pois ele faz a mesma coisa que o priminho caro dele.
E o Iphone então! Não me chama a mínima atenção também.
Não intendo a adoração das pessoas por essas bobagens. Sabe, aquela coisa meio demente "ah, mas com o iphone eu tenho um gps e posso ver a metereologia". Tá, e daí? Tu vives no meio do mato? No meio do deserto? Tu é padre e vai voar pendurado numa centena de balões? Então me diz pra que esse desespero por um gps.
Olha, eu vivo numa cidade, não sou burro (contrariando a opinião de algumas pessoas) e sei que é só olhar uma placa na esquina que eu sei onde eu tô!
Sei lá... sabe "fashion victim", é a mesma coisa com essas pessoas que "precisam" de aparelhos tecnológicos cada vez mais modernos e nem sabem o motivo. Ou melhor, até sabem... triste, muito triste.
Mas como diz o mestre Chuck Palahnuik, as pessoas acreditam que são o que elas consomem. Realmente é muito triste.